Voz do Munícipe – Inconformados de verem a água do Rio Barrenta

Rio das Primas - Barrento

Rio das Primas – Barrento

Dia 15/07 o Jornal O Porto foi até a garagem da prefeitura para falar com Genivaldo – Secretário de urbanismo. Chegando lá, o repórter encontrou um grupo de servidores (4) falando do Rio das Primas ( Saída para a Vila Mutum), “ o rio está com água barrenta, área de lazer destruída, sem condições de peixes sobreviver( peixes morrendo sufocados pela lama) e água péssima pro gado de sitiantes beberem. Motivo: garimpagem há 14 km da cidade (estrada para o Arumã)”. Argumentavam que a garimpagem deve ser de forma correta, com retorno da água, ou seja, fazer uma represa para conter a lama. A caixa de garimpo não pode despejar a água direto no rio. O assunto de tirar areia de córrego que deságua no rio das primas também foi comentado.

O vereador Mircon ouviu um pouco da conversa e considerou que o rio precisa ser preservado limpo. Informação assim o Jornal pode e deve anunciar. Afirmou o vereador.

O Sr. José Curió, um dos prejudicados, estima que mais de 80 propriedades rurais esteja sendo prejudicadas e espera uma solução “fiscalização dos órgãos competentes” porque a situação não pode continuar. Ele concedeu uma mini informação ao Jornal O Porto e ao Programa Francisco Santos (Vídeo no YouTube: Francisco pinto santos.

O repórter do Jornal O Porto, no mesmo dia, sabendo das leis municipais publicadas em dezembro de 2013 “LEI MUNICIPAL N.º 0842/2013. SÚMULA: “Institui a Cobrança de Taxa de Serviços sobre atividade de Licenciamento e Fiscalização Ambiental no âmbito do Município de Apiacás e dá outras providências”. E, LEI MUNICIPAL N.º 0846/2013. SÚMULA: “Dispõe sobre a Criação do Conselho Municipal de Meio Ambiente – COMMEA e dá outras providências”,dirigiu até a prefeitura e falou com o Secretário Municipal de Administração Sr. José Roberto da Silva sobre o que estava ocorrendo no Rio das Primas. Ele afirmou que a descentralização das atividades da SEMA/Via prefeitura ainda está em fase de regulamentação de alguns tópicos. Neste caso do Rio das Primas, a queixa deve ser dirigida a Sema de Alta Floresta. Afirma.

 

Comentários

Deixe uma resposta