Marli Vieira da Comercial Primavera em Apiacás foi baleada num suposto assalto

Imagem simbólica

Imagem simbólica

Dia 11 de agosto por volta das 18 horas e 35 minutos foi registrado o Boletim de Ocorrência na Polícia Militar de Apiacás e encaminhado para a Delegacia Civil de Apiacás para investigação.

“Consta no BO (Boletim de Ocorrência) que dia 11/08 por volta das 17 horas a Polícia Militar foi acionada por um funcionário do Auto Posto G3 para averiguar dois elementos suspeitos em uma motocicleta Honda Fan vermelha, placa NUA 6719, pois os mesmos tentaram trocar um cheque no Posto e diziam ser de Cuiabá, porém a placa da moto consta ser de Alta Floresta-MT, de imediato a polícia chegou o placa e obteve a informação de que a moto fora roubada na noite anterior em Alta Floresta. A polícia Militar continou em diligência e na Compra de Ouro do Vicente ficou sabendo que eles passaram lá querendo trocar o cheque, mas o proprietário não negociou. Então foi quando a Polícia tomou conhecimento que a Mercearia Primavera estaria sendo assaltado e os suspeitos com a mesma características efetuaram vários disparos de arma de fogo contra a vítima e a mesma estaria ferida. A polícia dirigiu para o local mas a vítima já tinha sido encaminhada para o Hospital Municipal de Apiacás. A Marli foi ferida no Abdômen e braço. Não foi possível tomar depoimento da Marli porque ela já tinha sido encaminhada para o Hospital de Alta Floresta de ambulância”.

Segundo informação da Policial Civil escrivã Clarice Carlos Garcia dia 13/08 até o fechamento desta edição do Jornal, ainda não tinha identificado os supostos criminosos. A Polícia Civil esteve na Compra de Ouro do Vicente para ver as imagens da Câmara de segurança, sobre os suspeitos, mas contataram que o HD da Câmara estava queimado, nem o proprietário sabia que Câmara não estava funcionando. Foram três disparos de arma de foto de calibre não identificado, um pegou numa cadeira e os outros dois feriu a Marli. Segundo familiares o suspeito não levou dinheiro nem mercadoria e a Marli se encontra em estado estável em Alta Floresta aguardando vaga em Hospital de Cuiabá para ser transferida. Afirma a escrivã.

O Policial Brizola da Militar de Apiacás informou dia 13/08 ao Jornal, que no dia do ocorrido as Polícias da região foram avisada para fazer as devidas barreiras. Os policiais de Paranaíta então deslocaram rumo Apiacás e a 45 km de Paranaíta os suspeitos ao avistar a polícia abandonaram a moto e entraram no mato. Os suspeitos estavam indo atrás de um caminhão, a polícia ao encontrar com o caminhão percebeu a moto e virou o carro e começou a perseguição, foi quando os indivíduos abandonaram a moto de placa já citada no boletim. Também o Brizola já ficou sabendo que dois elementos chegou na casa de um sitiante de Paranaíta perguntando como chegar em Paranaíta.

Comentários

Deixe uma resposta