Após decisão e deslizamento, número de garimpeiros em serra de MT reduz drasticamente

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Notícias / Cidades20/10/2015

Da Redação – Wesley Santiago/Patrícia Neves

O número de garimpeiros na Serra do Caldeirão, localizada no município de Pontes e Lacerda, diminuiu consideravelmente após a decisão judicial que obriga a desocupação do local e o deslizamento que ocorreu no início da tarde da última segunda-feira (19). De acordo com o vice-prefeito, José Nogueira (PMDB): “Houve uma redução considerável no número de garimpeiros”.  Já o vereador, Ivanildo Amaral de Queiroz (PSD), estima ‘redução de público’ em 50%.
Leia mais:
Justiça determina que todo ouro encontrado em serra de Mato Grosso seja apreendido
“Desde que a PRF (Polícia Rodoviária Federal) passou a atuar como interlocutora, explicando de forma didática, tivemos uma redução de 50% a 70% no número de garimpeiros que estavam no local. Eles estão se retirando de forma voluntária par que não percam os equipamentos”, disse o vereador ao Olhar Direto.
Ivanildo ainda explicou que a maior parte das pessoas é da região de Pontes e Lacerda. Um micro-ônibus da Força Nacional também foi visto pela cidade. A ordem de desocupação, determinada pela Justiça na semana passada, deverá ser cumprida nos próximos dias. Depois, o local ficará sob ‘vigia’ durante dez dias.
“Existe todo um trâmite para que a operação seja montada. Percebemos também um esforço dos munícipes e do Executivo para a saída de forma pacífica. Sou favorável, mas dentro da legalidade. Foi um momento extremamente interessante para o município”, declarou à reportagem o vice-prefeito.
Deslizamento
Um deslizamento atingiu a Serra do Caldeirão (em Pontes e Lacerda) no início da tarde da última segunda-feira (19). A Santa Casa de Pontes e Lacerda confirmou que cinco pessoas deram entrada na unidade de saúde. Todas elas tiveram ferimentos leves e foram liberadas no mesmo dia. Não houve nenhuma morte.
Decisão
O juiz federal Francisco Antônio de Moura Junior, da 1ª Vara de Càceres, deferiu na tarde desta sexta-feira (16) liminar requerida pelo Ministério Público Federal (MPF) para desocupar o garimpo ilegal na região de Pontes e Lacerda. De acordo com a decisão, as pessoas terão de ser retiradas, as ferramentas destruídas e os veículos removidos e apreendidos, em caso de resistência.
Corrida pelo ouro
Uma serra localizada a 20 quilômetros da cidade de Pontes e Lacerda (a 450 quilômetros de Cuiabá) viveu uma verdadeira ‘corrida pelo ouro’ e foi chamada de ‘Serra Pelada de MT’. Grandes pepitas de ouro, amplamente divulgadas pela internet e por meio de aplicativos celulares, chamaram a atenção e ‘acirraram’ a disputa por espaço. A estimativa é de que mais de cinco mil pessoas, passaram pelo local.

Comentários

Deixe uma resposta