07 de maio de 2021

Sem partidos do Centrão, Mendes deve ser beneficiado com ‘acordão’

O governador Mauro Mendes, que deve ser beneficiado com “acordão” partidário

No contexto da sucessão estadual, em 2022, dá-se como certo que três legendas importantes – PL, PTB e PP – devem ficar fora do projeto de eventual recandidatura do governador Mauro Mendes (DEM).

Os três partidos integram o grupo político Centrão.

O Centrão, como se sabe, é o que ainda dá sustentação política a Jair Bolsonaro.

Em contrapartida, segundo analistas, caso saia para a reeleição, Mendes pode ser beneficiado com um “acordão” nacional que é discutido pelas cúpulas de PSDB, DEM e MDB.

Esse acordo visaria à disputa pela Presidência da República e, obviamente, influenciaria nas disputas regionais em 2022.

No caso específico de Mato Grosso, o democrata Mauro Mendes já têm MDB e PSDB na sua base de sustentação política.

Fonte: Diário de Cuiabá (10/04/2021).

Comentários