22 de janeiro de 2021

Seduc apresenta protocolos de biossegurança para retorno às aulas presenciais em 2021 em MT

O secretário estadual de Educação, Alan Porto, vem participando de diversas videoconferências sobre protocolos de biossegurança e todo o planejamento técnico de retorno às aulas presenciais na rede estadual de ensino. A pauta já foi discutida com representantes dos Poderes, instituições, secretários de municípios e membros do Conselho Estadual de Educação de Mato Grosso.

O mais recente encontro reuniu os membros do Ministério Público Estadual, Tribunal de Contas, Controladoria Geral do Estado, Procuradoria Geral do Estado e Comissão de Educação da Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

No encontro virtual, a secretária-adjunta de Gestão Educacional, Irene Costa, apresentou em detalhes, o planejamento dos protocolos de biossegurança contra o coronavírus que serão implantadas nas 759 escolas da rede estadual de ensino antes do retorno às aulas.

Nas explicações da gestora, em todas as unidades serão implantadas medidas de controle exigidas pelas autoridades de Saúde. A Seduc vai destinar um orçamento para compra de álcool em gel, máscara, termômetro, e outros recursos para materiais da demarcação dos espaços de distanciamento, conforme consta na Instrução Normativa 011/2020. Detalhe sobre os procedimentos já foi publicado na edição do Diário Oficial do Estado (DOE), do dia 16 de novembro.

Transporte escolar

Além disso, a secretária esclareceu que já iniciou o diálogo com os municípios para adequar o transporte escolar às normas de biossegurança.

O secretário Alan Porto explicou que para a construção de todo o planejamento, a Seduc conta com apoio dos profissionais da saúde do estado.

 Materiais pedagógicos

Ainda durante o diálogo, foram apresentados os planos com práticas inovadoras do plano pedagógico e os investimentos na aquisição de material didático de excelência para os estudantes, a implantação das tecnologias de ensino chromebooks – computador portátil específico para a educação – como uma possibilidade de aprendizagem. Os professores terão notebooks à disposição.

Além disso, outro investimento que faz parte do conjunto de ações é a formação continuada dos professores, com foco na melhoria e aperfeiçoamento do processo de ensino e avaliação continuada do nível de aprendizado dos alunos nas diversas áreas: interpretação textual, escrita, operações de cálculos matemáticos e outras áreas do conhecimento.

Outro importante esclarecimento respondido aos membros da reunião foi com relação ao não fechamento do Centro de Formação e Aperfeiçoamento dos Profissionais da Educação Básica (Cefapro).

O secretário afirmou que essa estrutura não será fechada, pois os Cefapros têm importante papel na educação da rede estadual de ensino e atuam na política de formação continuada dos professores. Por isso, os Cefapros continuam em pleno funcionamento e serão fortes aliados da Seduc na construção e execução de projetos e programas para garantir uma educação de qualidade aos estudantes.

Fonte: www.nativanews.com.br (10/12/2020).

Comentários