Secretaria de Saúde de Apiacás intensifica a luta contra a Dengue

Secr. de saúde 13-01-16O prefeito municipal Adalto Zago esteve nos estúdios da Radio Selva FM, junto com a enfermeira Josiane Gonçalves a coordenadora de endemias Fabiana Gimenez e os agentes epidemiológicos Elias Balbino e Marcio Soranso, no qual fizeram um alerta sobre a dengue. Devido ao período de chuvas a população precisa ficar ainda mais atenta para evitar a proliferação da dengue, em decorrência da elevação dos focos de água parada já que estamos entrando no período crítico no que se refere à transmissão da doença. A temperatura mais elevada, o nível de chuvas aumentado, pode favorecer a proliferação do vetor de transmissão da dengue e agora das novas doenças também transmitidas pelo mosquito a Zika vírus, Febre Chikungunya.

Para o Sr. Adalto Zago, prefeito, a prefeitura por meio da secretaria de saúde vem fazendo a sua parte, mais cabe a cada cidadão cuidar dos seus quintais e juntos combater o mosquito da dengue. “Hoje na rádio estive junto com o pessoal da endemias para alertar a população sobre a dengue, essa doença que vem tomando conta de todo o país. Aqui em nosso município graças a Deus e ao trabalho dos nossos agentes nenhum caso foi notificado, mais já temos casos de suspeitas de Zika vírus importados de outras regiões, os nossos profissionais da saúde

estão trabalhando de forma intensa tanto em campo quanto na conscientização de cada cidadão”. Afirma o prefeito.

Já a Sra. Josiane Gonçalves, enfermeira, diz que até o momento nenhum caso de dengue, Zika vírus e Febre Chikungunya foram notificados no município. Sendo que existem nove casos de suspeita de ZiKa vírus e nenhum desses casos foram contaminado em Apiacás, a maioria dessas pessoas estariam viajando e chegaram com alguns sintomas. “Como acabei de dizer na rádio não temos nenhum caso dessas doenças em que as pessoas foram contaminaram em nosso município, os casos suspeitos são de pessoas que viajaram e voltaram com alguns sintomas. Estamos fazendo a nossa parte os agentes epidemiológicos estão indo de casa em casa fazendo a visita para observar se há ou não foco do mosquito Aedes aegypti e fazendo o controle necessário, mais peço a colaboração de toda a população que mantenham seus quintais limpos e assim podemos evitar a proliferação do mosquito”. Diz a enfermeira.

Faça a checagem toda semana e não deixe que o mosquito se multiplique. Ele leva de 7 a 10 dias para passar do ovo à fase adulta. Por isso, o ideal é que cada um faça sua parte e se junte nessa luta contra a doença. Prefeitura Municipal e Secretária de Saúde juntos contra a Dengue.

Assessoria de imprensa: Driely Melo (13-01-16)

Comentários

Deixe uma resposta