Ansiedade – De quem é a culpa?

AnsiedadeSe as coisas não estão saindo como você planejou, identifique seus erros e não demore para corrigi-los. Não perca tempo se lamentando ou tentando achar os supostos culpados. Simplesmente aja e assuma que, ainda que você não tenha culpa, será, como sempre, responsável por 100% de tudo que acontece em sua vida.

Não confunda culpa com responsabilidade. Nem sempre você é culpado, mas sempre será responsável. Pensar assim pode ser duro, mas, em contrapartida, vai lhe dar a chancela para ser o único responsável por virar o jogo. Ou seja, quando você terceiriza sua responsabilidade, junto com ela, terceiriza seu protagonismo, assumindo o tão comum e corriqueiro papel de vítima. Cair nessa armadilha maldita do coitadismo e vitimismo também significa terceirizar sua dignidade e capacidade de reagir.

Sem reação, sua vida não sairá do lugar bem diante de seus olhos, enquanto você só terá tempo para se convencer de que a vida é injusta. Reaja e supere as injustiças, assumindo o leme de sua vida, começando bem pequenininho, mas sonhando grande e crescendo aos poucos até chegar aonde você deseja. Planejamento, paciência, disciplina e determinação. Desculpe, mas não existem atalhos.

Nada é fácil, mas tudo é possível. Possível apenas para uma minoria que assume sua responsabilidade. Impossível para a grande multidão que decidiu terceirizar sua responsabilidade e, com isso, abandonou sua chance de conquistar o sucesso e a realização.

Assuma sua responsabilidade, pare de se esconder e mãos à obra, porque a verdade é que lutar por nossos sonhos dá muito trabalho. E, cá para nós, trabalhar duro não é bem a especialidade e tampouco a preferência de muitos…

www.linkedin.com

Comentários

Deixe uma resposta