Tabu que a classe garimpeira de Apiacás precisa desvendar “Criação de uma Cooperativa de garimpeiros”(abrangente)

Gilson palestra 12-04-17A viagem do Prefeito Adalto Zago em Toronto, no Canadá este ano, já tá surgindo efeitos positivos no município. A comitiva brasileira, onde o prefeito Adalto estava junto, participaram na  primeira quinzena de março da maior feira do mundo sobre mineração.

O prefeito Adalto dia 4 de abril trouxe em Apiacás 3 palestrantes. Um deles Gilson Gomes Camboin – presidente da COOGAVEPE – Cooperativa dos Garimpeiros do Vale do Rio Peixoto. Ele abordou a importância do cooperativismo – falou das dificuldades e sucesso que a cooperativa dos garimpeiros de Peixoto de Azevedo tem vivido durante sua existência “desde 2008”. Também ressaltou o quanto foi importante à cooperativa para o município em termos de arrecadação de tributos.

Ao final da Palestra sobre a Cooperativa dos garimpeiros, foi dado o espaço para perguntas e questionamentos sobre o tema. O Sr. Francisco Pinto dos Santos, pioneiro em Apiacás, parabenizou o Prefeito por ter viabilizado trazer o palestrante, mas fez uma retrospectiva dizendo que há 28 anos fala-se em criar uma cooperativa abrangente em Apiacás, ou seja, atender toda a classe dos garimpeiros. A frustração está evidente. Inclusive tinha vereadores e prefeitos sempre falando da tal cooperativa dos garimpeiros. Tem uma cooperativa em Apiacás a do Osmar Benante, mas pelo que se vê, a participação de associados é limitada. O Sr. Ronaldo Bezerra dos Santos em abril de 2008, disse ao Jornal O Porto que estava com uma documentação de uma cooperativa em andamento “Vila Mutum”. O Jornal o Porto publicou a matéria na época. O Ronaldo acabou abandonando o barco e foi embora.

Diante do exposto, o palestrante Gilson deu a dica, sempre é tempo de recomeçar.

Apiacás hoje, segundo pessoas que lidam na atividade garimpeira, o município produz de 10 a 15 quilos de ouro mensal. Circula em torno de mais de um milhão de reais mensal. Na legalidade, isso daria uma boa arrecadação de tributos.

Então, criar uma cooperativa e por ela para funcionar a contento é uma barra. Quem sabe, com o apoio da administração municipal a partir de agora, as coisas mudam de rumo.

Palestra para garimpeiros e produtores rurais foi promovida pela Prefeitura de Apiacás

Nesta terça-feira (4) a Prefeitura Municipal promoveu uma importante reunião com o apoio da Câmara Municipal de Vereadores, os temas abortados durantes as palestras foram diversos entre eles: Regulamentar a atividade garimpeira, a importância de uma cooperativa dos garimpeiros, mineração legal e proteção ao meio ambiente, produção de peixes Pirarucu em áreas que foram degradas pelo garimpo e a força do Consórcio Intermunicipal para a agricultura familiar.  Os palestrantes foram Sr. Humberto Paiva de Oliveira Secretário Executivo do Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Sustentável Portal da Amazônia, Sr. Gilson Camboim Presidente da Coogavepe e o Sr. Vilamir Proprietário da Piscicultura Longo, aproximadamente 120 pessoas participaram entre elas os garimpeiros, produtores rurais e empresários.

De acordo com o prefeito, Sr. Adalto Zago, essa palestra foi o primeiro passo positivo da ida ao Canadá. “ Hoje durante a palestra aprendemos que todas as cadeias produtivas só se fortalecem após a sua organização, agora precisamos não só o poder público mais a classe garimpeira assim como os agricultores se organizar para conseguir incentivos dos demais poderes, tanto estadual quanto Federal. Quero aqui agradecer os palestrantes que vieram nos trazer informações preciosas, agradecer o apoio dos vereadores e parabenizar nossa população que compareceram em peso”. Diz o prefeito.

Segundo o Sr. Humberto Paiva de Oliveira, secretário executivo do consórcio, o trabalho dele é dar apoio ao prefeito Adalto Zago e ao município de Apiacás. “ O nosso papel é trazer informação sobre qual é o trabalho do consórcio intermunicipal de desenvolvimento sustentável Portal da Amazônia já que hoje ele atende 11 municípios da região norte, e mostrar a importância do poder público em estar trabalhando na questão de legislação, apoio e investimentos para que essas cadeias como mineração, piscicultura e fruticultura possam se desenvolver no município, não só a questão de cultivar mais também de ter o local para comercializar os produtos”. Ressalta o secretário.

Para o presidente da Coogavepe, Sr. Gilson Camboim, durante a palestra ele cita que a união faz a força. “ Para termos força precisamos ter união, por isso eu falo tanto sobre a importância de se ter uma cooperativa de garimpeiros, quando começamos a nossa em Peixoto de Azevedo tínhamos apenas 25 associados hoje temos mais de 5 mil. E através dessa união já conquistamos muitas coisas para a classe garimpeira”. Relata o presidente da cooperativa.

Para encerrar o ciclo de palestras as pessoas que estiveram presentes puderam aprender sobre a criação de peixes Pirarucu em áreas que foram degradadas pelo garimpo, segundo o Sr. Vilamir, proprietário da Piscicultura Longo, ele tem certeza que as informações foram repassadas foram esclarecedoras para as pessoas que ouviram sua palestra. Ele ainda termina agradecendo o prefeito Adalto Zago que mobilizou a população para prestigiar as palestras. Prefeitura Municipal de Apiacás.

Assessoria Imprensa: Driely Melo (07-04-17)

Comentários

Deixe uma resposta