Justiça pode julgar amanhã pedido de soltura de Riva; MPE é contrário

RD news 11-08-15Ex-deputado José Riva tem o pedido de soltura com parecer contrário do MP e do relator Giraldelli

Eduarda Fernandes

Nesta sexta (13), o ex-deputado estadual José Riva completará um mês na prisão. Contudo, a situação ainda pode se reverter, pois o ex-parlamentar aguarda julgamento de mérito do pedido de soltura pela Terceira Câmara Criminal, que pode ocorrer nesta quarta (11), caso o recurso, negado monocraticamente pelo desembargador Gilberto Giraldelli, entre em pauta.

Riva teve ainda habeas corpus negado pelo ministro do Superior Tribunal de Justiça, Rogério Schietti. No entanto, a defesa do ex-parlamentar, patrocinada por Rodrigo Mudrovitsch, ingressou na última sexta (6) com recurso no STJ, ao contrário de rumores de que a defesa ingressaria com um terceiro recurso no Supremo Tribunal Federal (STF).

A situação é delicada, pois o recurso na Corte estadual tem parecer do procurador Mauro Viveiros do Ministério Público, no sentido de negar a soltura de Riva. Desde a última segunda (26), o habeas corpus está apto para relatório de Giraldelli. “Por enquanto vamos aguardar o desfecho dos recursos já ingressados”, esclarece Mudrovitsch, em entrevista ao Rdnews.

Prisão

Riva foi preso em 13 de outubro, na deflagração da segunda fase da Operação Metástase, denominada de “Célula Mãe”, que investiga o suposto desvio de R$ 2 milhões da Assembleia, por meio da verba de suprimentos, à época em que o ex-deputado presidia o Parlamento, entre 2013 e 2014.

A ordem de prisão foi decretada pela juíza da 7º Vara Criminal de Cuiabá, Selma Rosane Arruda. Na ocasião, também foram presos os servidores Maria Helena Caramelo e Geraldo Lauro.

Fonte: Rdnews.com (10-11-15)

Comentários

Deixe uma resposta