Justiça dobra multa contra greve do Detran; Governo não vai negociar

 Servidores do Detran estão com reunião marcada com o governo para amanhã

Servidores do Detran estão com reunião marcada com o governo para amanhã

Tarso Nunes/José Medeiros

A Justiça dobrou a multa diária imposta ao Sindicato dos Servidores do Detran (Sinetran) por descumprir a ordem de encerramento da greve. A decisão do desembargador Carlos Alberto Alves da Rocha passa a cobrar R$ 200 mil por dia. O despacho ocorreu ontem (9).

Está marcada para amanhã (11) reunião entre o sindicato e o Governo no Núcleo de Conciliação do TJ. O secretário da Casa Civil, Paulo Taques, no entanto, adianta que não negociará com os servidores em greve considerada ilegal. “Por respeito ao chamamento do Poder Judiciário, o governo irá comparecer à audiência”, frisa o chefe da Casa Civil.

A paralisação foi declarada ilegal pela Justiça em 29 de outubro. O sindicato foi notificado na última terça (3), mas decidiu, em Assembleia, pela manutenção da greve que já dura 21 dias.

Proposta

O governo propõe a convocação de 30 aprovados no concurso neste ano e, tendo sido restabelecido o equilíbrio econômico, nomeação de outros 100 aprovados até o dia 30 de setembro de 2016. Em 2017, seriam convocados mais 160 aprovados e, em 2018, os 199 restantes.

O cronograma segue os imperativos de limites para despesas com pessoal fixadas pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Já o Sinetran quer que 70% dos aprovados sejam nomeados ainda em 2015 e o restante em junho de 2016.

A categoria também reivindica publicação do manual de procedimentos que vai padronizar os serviços do Departamento, implantação da política de saúde e segurança do trabalhador e infraestrutura nas unidades. (Com Assessoria).

Fonte: Rdnews.com (10-11-15)

Comentários

Deixe uma resposta