Volta por cima e o efeito-Taques

blairo Maggi 13-05-16Após recusa de convites feitos por Lula e Dilma, Blairo Maggi aceitou comandar o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento no provável Governo Temer como uma forma de, politicamente, conseguir o que chama de “volta por cima” e impor liderança. Ele se sente “queimado” em MT e atingido pelo “fogo amigo” lançado em sua direção pelo Palácio Paiaguás. Ficou acuado a partir da posse de Taques no Executivo, no ano passado. Blairo se calou. Refluiu como alguém que tem “rabo preso” e que temia ser “detonado” por um governador que atuou numa linha dura contra improbidade quando era procurador da República. O caso maquinário e outros escândalos que avançaram na gestão Silval preocuparam o ex-governador. Ele sabe que Taques, uma vez descobrindo qualquer esquema ilegal do passado ou do presente, denuncia sem dó. Já como ministro, Blairo entende que terá um tratamento mais respeitoso de Taques e não sofrerá mais desdém.

Fonte: Rdnews.com.br (11-05-16)

Comentários

Deixe uma resposta