16 de abril de 2024

MT segue tendência mundial no uso de máscaras de proteção

Mato Grosso está entre os Estados e municípios brasileiros, além de diversos países, que torna obrigatório o uso de máscaras para prevenir a transmissão do novo coronavírus (Covid-19). O Estado foi o primeiro no país a implantar uma campanha (“Eu cuido de você. Você cuida de mim”) para estimular o uso de máscaras caseiras ou cirúrgicas.

A tendência mundial seguida pelo Governo do Estado é recomendada por especialistas e também pelo Ministério da Saúde, não apenas para pessoas infectadas pelo vírus, mas por toda a população.

Estados como Santa Catarina e Minas Gerais já tornaram a medida obrigatória. No Espírito Santo, os municípios da Grande Vitória e a cidade de Alfredo Chaves obrigam o uso da proteção pela população. Em Mato Grosso, o Governo aguarda aprovação de projeto de lei pela Assembleia Legislativa para que a obrigatoriedade no uso de máscaras de tecido entre em vigor a partir de maio.

Em todo o país, 29 municípios exigem o uso de máscaras, principalmente, os grandes centros urbanos, como Rio de Janeiro (RJ), Curitiba (PR), Campinas (SP), Parintins (AM), Salvador e Vitória da Conquista, na Bahia e Campo Grande (MS).

Já capitais como São Paulo (SP) e Manaus (AM), que possuem índices altos de casos de Covid-19, recomendam o uso da proteção. Também recomendam que a população saia às ruas com máscaras, os municípios de Santa Maria e Erechim, no Rio Grande do Sul.

O infectologista Abdon Karhawi explica que a pessoa contaminada, ao usar a máscara, impede que as gotículas de saliva contaminem o ambiente. Desta forma, se todos usarem máscara, as chances de contaminação diminuem de forma considerável.

“O uso de máscaras é um ponto muito importante. Principalmente para evitar o contágio entre as pessoas quando estão na rua. Essas máscaras podem ser de pano, não há problema nisso, de tecido. O tecido mais utilizado é o de algodão. Pode pegar duas camadas de algodão, fazer a máscara e usar”, afirma ele, que é um dos médicos que orientam o Gabinete de Situação do Governo do Estado, criado para deliberar as medidas contra a pandemia em Mato Grosso.

Uso de máscaras no mundo

Em algumas partes da Ásia, o uso da máscara tem sido padrão, por exemplo, na China continental, Hong Kong, Japão, Tailândia, Taiwan, Coreia do Sul e Singapura.

A República Tcheca tornou obrigatório em março o uso de algum tipo de proteção facial para qualquer pessoa que saia em público. Como as máscaras cirúrgicas estão em falta, o governo incentiva a produção caseira.

As autoridades dizem que a adoção de máscaras está fazendo diferença crucial na capacidade do país de controlar a disseminação do vírus.

Nos Estados Unidos o uso de máscaras improvisadas foi recomendado pelo presidente Donald Trump, no início de abril, mesmo por pessoas que não apresentem sintomas.

No Estado de Nova Yorque todos que estiverem em lugares públicos devem usar máscaras. No transporte coletivo, no mercado ou para passear com o cachorro. A obrigatoriedade teve início em abril.

Confira todas as cidades brasileiras que adotaram o uso das máscaras

Amazonas: Manaus (recomendação), Parintins, São Paulo: São Paulo (recomendação), Guarulhos, Campinas, Guaratinguetá, Praia Grande, Porto Feliz, Tremembé, São José do Rio Pardo, Pedreira, Rio de Janeiro: Rio de Janeiro, Macaé, Araruama, Minas Gerais: Todas as cidades, Espírito Santo: Cidades da Grande Vitória, Alfredo Chaves, Paraná: Curitiba, Foz do Iguaçu, Londrina, Maringá, Paranaguá, Jardim Alegre, Campo Largo, Bahia: Salvador, Vitória da Conquista, Goiás: Goianésia, Mato Grosso: Todas as cidades, Mato Grosso do Sul: Campo Grande, Rio Grande do Sul: Caxias do Sul, Santa Maria (recomendação), Uruguaiana, Ivoti, Santana do Livramento, Erechim (recomendação), São Sepé, Farroupilha, Santa Catarina: Todas as cidades.

Fonte: Governo de Mato Grosso (22-04-20).

Comentários