28 de outubro de 2020

Monitorado por explodir caixa eletrônico em Nova Monte Verde é morto com 8 tiros em Várzea Grande

Diogo de Oliveira Freitas, 35 anos, foi assassinado na noite de quarta-feira (22), ao levar oito tiros quando estava na Rua Inocência próximo a Escola Nair de Oliveira, no bairro Mapim, em Várzea Grande.

De acordo com o boletim de ocorrências, a PM foi acionada e informada inicialmente que um veículo e uma motocicleta passaram e efetuaram os tiros contra Diogo e em seguida fugiram em alta velocidade. Quando a polícia chegou ao local indicado, a vítima já havia sido socorrida pelo pai e encaminhada ao Pronto-Socorro de Várzea Grande (PSVG).

A equipe do 4º Batalhão de deslocou até a unidade de saúde para colher as informações da tentativa de homicídio, mas chegando no PSVG os policiais foram informados pela equipe médica que Diogo não resistiu aos disparos e morreu.

Os policiais foram até a Central de Flagrantes onde registraram o boletim de ocorrências e a Polícia Civil passa a investigar o caso.

Problemas na justiça

Diogo já havia passagens criminais pelos crimes de roubo e furto e estava sendo monitorado pela justiça. Em um dos crimes praticados por Diogo, foi no ano de 2012 quando ele e mais seis comparsas explodiram um caixa eletrônico do Banco do Brasil em Nova Monte Verde (972 km de Cuiabá) e levaram uma grande quantia em dinheiro.

Policiais militares e civis intensificaram as buscas após o arrombamento do terminal eletrônico e conseguiram localizar os suspeitos na MT-208 que dá acesso ao município de Alta Floresta (800 km da Capital).

Com os assaltantes foram apreendidos três revólveres calibre 38 e uma pistola 380, no carro que eles estavam havia também uma bolsa com diversas ferramentas. A PM apreendeu também com os criminosos R$ 22 mil em notas de R$ 100, R$ 50, R$ 20 e R$ 10 que tinham sido subtraídas do caixa eletrônico.

Fonte: www.nativanews.com.br (24-07-20).

Comentários