15 de outubro de 2019

Juiz cita confissão e decreta a prisão de Branquinho por assassinato de jornalista

O juiz da 12ª Vara Criminal Flávio Miráglia Fernandes determinou a prisão temporária de Jhon Lennon da Silva, vulgo Branquinho, de 21 anos, suspeito de matar a pedradas o jornalista Marcelo Leite Ferraz. A decisão atende a pedido do delegado Fausto de Freitas, que conduz as investigações.

“Pois bem, analisando detidamente os fatos e os elementos trazidos a este Juízo, verifica-se a necessidade da segregação temporária do representado Jhonn Lennon da Silva para melhor deslinde nas investigações e pelo fato do representado não possuir paradeiro certo”, diz trecho da decisão.

Para Miraglia, as diligências realizadas até o momento demonstram “pertinentes a persecução penal e a prisão temporária se mostra imprescindível, pois caso o representado continue solto, poderá embaraçar o término das diligências finais destinadas à delimitação do crime de homicídio que se aparenta,à princípio, doloso”, diz trecho.

O corpo de Marcelo foi encontrado três dias depois do seu desaparecimento, em um terreno baldio, no Bairro Bosque da Saúde. Ele morreu após levar pedradas na cabeça. Branquinho, por sua vez, foi preso na madrugada desta quarta (2).

Testemunhas detalharam como ocorreram os fatos e apontaram Jhon Lennon como o autor. Ele teria assassinado a vítima em razão de uma dívida R$ 3, pelo fato da vítima ter fumado uma droga e não ter pago ou para roubar o celular. Segundo a decisao de Miraglia, Branquinho confessou ser o autor do crime. O magistrado salienta que ele tem extensa ficha criminal, não tem residência fixa e nem possui elementos acerca da sua real identidade.

Fonte: RD NEWS (02-10-19)

Comentários