07 de maio de 2021

Governador de Mato Grosso destina R$ 2 milhões para equipar hospital filantrópico em Lucas

O governador Mauro Mendes e o deputado federal Neri Geller assinaram termo de cooperação com a Prefeitura de Lucas do Rio Verde para destinar R$ 2 milhões ao Hospital São Lucas, que atende de forma filantrópica.

A assinatura ocorreu na manhã desta segunda-feira (26.04) e também contou com a presença da secretária de Estado de Saúde em exercício, Daniele Bertucini; do prefeito de Lucas do Rio Verde, Miguel Vaz; do ex-prefeito e presidente da Fundação São Lucas, Marino Franz; e do vereador Wlad Mesquita.

Desse recurso, R$ 1 milhão sairá do Governo do Estado e R$ 1 milhão de emenda do deputado federal Neri Geller.

“Esse valor será aplicado no Hospital São Lucas, de forma a fazer ampliações e melhorar a prestação de serviços. O dinheiro será depositado nesta semana para a prefeitura, que vai organizar junto ao hospital a correta destinação desse recurso. Agradeço ao deputado Neri, que tem sido um grande parceiro do estado”, afirmou o governador.

Neri Geller ressaltou a importância do repasse para a melhoria da infraestrutura da unidade hospitalar.

“Eu quero agradecer ao governador por esse convênio que acabamos de assinar. Esse ato vai permitir a aquisição de equipamentos para duas salas de cirurgia. Essa parceria é muito importante para Lucas do Rio Verde e para toda a região”, disse.

Para o prefeito Miguel Vaz, o termo de cooperação vai ”fortalecer o sistema de saúde” local.

“Nós precisamos trazer mais especialidades para o hospital e, com esse recurso, nós vamos conseguir. É assim que vamos melhorar a Saúde de Lucas do Rio Verde”, pontou.

O presidente da Fundação São Lucas, Marino Franz, registrou que o repasse vai ajudar o hospital a futuramente conseguir implantar um curso de medicina.

“O Hospital São Lucas é filantrópico e presta bons serviços não só para Lucas do Rio Verde, mas para toda a região. Nós buscamos recursos na iniciativa privada, na comunidade, no Governo Estadual, no Governo Federal, para que no final de 2023/2024 possamos ter o curso de Medicina. Usar o hospital para formar estudantes, pois é muito importante a formação e a qualificação da mão-de-obra”, adiantou.

Fonte: www.mt.gov.br (27/04/2021).

Comentários