Jornalismo de qualidade é o garantidor da Liberdade de Imprensa

FENAJA necessidade da livre circulação de informações de interesse público foi reconhecida pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 1993, com a criação do Dia Mundial da Liberdade de Imprensa, celebrado em 3 de maio. Neste ano, a Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ) soma-se à UNESCO, órgão da ONU para a cultura, para ressaltar a importância do Jornalismo como atividade essencial às liberdades de expressão e de imprensa.

A UNESCO pronunciou-se pela melhoria da qualidade do Jornalismo. A FENAJ, igualmente, defende a necessidade da prática do verdadeiro Jornalismo, que se efetiva na produção e difusão de informações de interesse público, relevantes para a constituição da cidadania.

O Jornalismo não pode se confundir com o entretenimento, a espetacularização das mazelas humanas ou a mera opinião de uns poucos privilegiados com acesso aos meios de comunicação de massa. O Jornalismo é produção do conhecimento imediato da realidade; é, portanto, necessário para o debate da esfera pública e para a ação dos cidadãos e cidadãs.

Diante da chamada sociedade da informação, na qual as tecnologias possibilitam a circulação de uma profusão de dados, a FENAJ parabeniza a UNESCO pelo reconhecimento da necessidade do Jornalismo e chama a atenção para a importância do profissional jornalista. Não existe apuração criteriosa dos fatos nem confrontação de opiniões e de versões sem a mediação do jornalista.

Por isso, a FENAJ defende a regulamentação da profissão de jornalista, com a retomada da exigência da formação de nível superior específica para o exercício profissional, por meio da aprovação da chamada PEC dos Jornalistas. Defende também um novo marco regulatório para o setor das comunicações no Brasil, para que a liberdade de imprensa seja, de fato, um direito da sociedade e não um direito apropriado pelas empresas de comunicação.

Os jornalistas brasileiros são os verdadeiros defensores da liberdade de imprensa no pais e lutam cotidianamente para que este direito social seja assegurado. E, cada vez mais, contam com o apoio de diversos segmentos da sociedade na busca desta conquista. A liberdade de imprensa é uma necessidade para a democracia e constituição da cidadania.

Brasília, 3 de maio de 2015.

Diretoria da FENAJ.

Comentários

Deixe uma resposta