Representantes da Região Norte buscam apoio na Seduc para os Jogos Escolares 2016

Seduc  22-03-16Um grupo de 18 representantes da região Norte de Mato Grosso, entre eles, 15 secretários municipais de esportes procuraram o secretário de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc), Permínio Pinto, para apresentar demandas relacionadas aos professores de Educação Física envolvidos com os jogos escolares 2016. Entre as cinco reivindicações apresentadas, uma era de que o esporte seja reconhecido como projeto na escola sendo contabilizado também como hora atividade para o professor.

“Hoje estamos enfrentando problemas porque o professor de Educação Física está se retirando da escola, e em vez de fomentar o esporte, esses profissionais estão se prejudicando, porque a escola exige que eles paguem um professor substituto para o período em que estão em atividade com os jogos escolares. Com todo esse esforço, o professor de educação física ainda perde espaço na contagem de pontos para a atribuição de aulas, porque não conta como hora atividade. A pontuação é dada ao professor em sala de aula”, explicou Rodrigo Fernandes, secretário municipal de educação de Terra Nova do Norte.

O secretário Permínio Pinto afirmou que irá agilizar as providências sobre o caso, tendo em vista que a escola pode monitorar a atividade do professor de educação física, que não deve cobrar o substituto, uma vez que cabe uma reprogramação da grade de aulas durante a execução dos jogos escolares. “Nos horários que são de educação física colocar outras disciplinas. Vejo que o professor está assíduo e representando a escola, cabe a direção da escola se organizar e preencher as aulas de educação física porque é legítima a saída do professor por conta dos jogos”, frisou Permínio, ao garantir que vai mexer na grade curricular já para o próximo ano e resolver a situação.

“As discussões são de conhecimento da Secretaria de Gestão, estamos cuidando de caso semelhante, que também nos foi apresentado por representantes da região sul do Estado. Vamos corrigir isso, construir juntamente com o setor de Recursos Humanos e a área pedagógica da Seduc e até meados de julho teremos uma resposta. Daí sentamos novamente com vocês para definir”, garantiu o gestor, ao destacar que algumas mudanças precisam ser imediatas, como por exemplo, o fato da escola já reorganizar as aulas para as competições de 2016.

Permínio e os demais participantes reconhecem que hoje o potencial esportivo sai da base escolar e que a educação física é inclusão na sala de aula.

O vice-prefeito de Nova Santa Helena, Raul Batistello e o vereador Euclides Missio de Terra Nova do Norte também participaram da reunião que aconteceu na Seduc, na quinta-feira (17.03).

Transporte

Na oportunidade os representantes municipais pediram apoio com o transporte dos alunos durante as competições, tendo em vista que as prefeituras dificultam a liberação dos ônibus escolares para o uso durante os jogos.

“Vamos estudar um mecanismo de apoio no período em que os jogos acontecem. Precisamos estudar circunstâncias legais para fomentar o esporte e destinar maior aporte de recursos para subsidiar as necessidades esportivas”, disse Permínio.

O secretário adjunto de Esporte e Lazer, Pedro Sinohara, tranquilizou o grupo durante a reunião, afirmando que confia no trabalho em conjunto com a educação. “Essa fusão do Esporte com a Educação, com o Permíno no comando tem alavancado o setor. Não tenho dúvidas que o Permínio, que é um desportista como eu, vai olhar com atenção para o nosso setor”, frisou.

Para Rodrigo Fernandes, que liderou o grupo na reunião, não restou dúvidas da sincronia dos gestores. “Um dos nossos pedidos era para que o secretário de Educação desse apoio ao secretário Sinohara e o que verificamos hoje, é que existe muita atenção para a definição de metas e para as reivindicações”, elogiou o secretário municipal.

Eliana Bess – Assessoria Seduc-MT (22-03-16)

Comentários

Deixe uma resposta