Capacitação de técnicos agrícolas começa em abril

foto reunião internet pequenaCADEIAS PRODUTIVAS

Cursos integram um convênio envolvendo Sedraf, Mapa, Empaer e Embrapa Agrossilvipastoril

Da Assessoria/Sedraf

Em abril começa o período de capacitação 2013 dos técnicos que atuam nas cadeias produtivas de Mandiocultura, Apicultura, Fruticultura e Olericultura. O ciclo de cursos é gratuito e é destinado a biólogos, engenheiros florestais, agrônomos e profissionais agrícolas dessas quatro cadeias produtivas e que hoje atuam na Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), na Secretaria de Estado de Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar (Sedraf), nas cooperativas, associações e secretarias municipais de Agricultura do Estado.

De acordo com o superintendente de ‘Incentivo a Verticalização e Comercialização da Produção’ (SIVCP) da Sedraf, Rodrigo Furquim, os cursos integram um convênio envolvendo Sedraf, Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Empaer e Embrapa Agrossilvipastoril, com o intuito de formar multiplicadores que possam levar o conhecimento adquirido aos pequenos produtores espalhados pelo Estado. “Essa mesma ação foi realizada em 2012, em que 400 técnicos foram capacitados, e a nossa proposta esse ano é repetir esse mesmo contingente e ainda instalar Unidades Técnicas Demonstrativas que venham a servir de base de apoio aos produtores dessas cadeias produtivas”, explica Rodrigo Furquim.

Para 2013 estão previstos a realização de dez cursos de capacitação nas áreas de produção do mel (apicultura), da mandioca (mandiocultura), das frutas (fruticultura) e das oleráceas (olericultura). E para começar será realizada nos dias 09, 10 e 11 de abril, no Sindicato Rural do município de Querência, a capacitação dos técnicos da Apicultura. Já nos dias 22 a 24 do mesmo mês, em Sinop, na sede da Embrapa Agrossilvipastoril, será a capacitação dos técnicos da Fruticultura, e no dias 25 e 26para os da área da Mandiocultura, também a ser realizado em Sinop.

A capacitação da Olericultura será definida ainda esta semana e a previsão é de que a capacitação seja no mês de maio.

Produção

Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontam que em 2011 Mato Grosso produziu 121 mil toneladas de frutas (laranja, acerola, uva, mamão, goiaba, etc), utilizando 12 mil hectares de área. Já para a mandioca, no mesmo ano, o Estado usou 25 mil hectares, produzindo 355 mil toneladas da raiz comestível. Já em relação ao mel, Mato Grosso produziu há dois anos 317 toneladas.

Outras informações:

Superintendência de Incentivo a Verticalização e Comercialização da Produção

(65) 3613-6209.

 

Comentários

Deixe uma resposta